você está na página: PORTÕES

 PORTÃO BASCULANTE
Portão automático basculante funciona levantando a sua folha fixa por meio de guias laterais e contrapesos movidos por um sistema de cabos de aço e polias que movimentam o portão. Ao se levantar, a folha do portão automático fica um pouco do portão para dentro e um pouco do portão para fora da garagem, o portão não toma espaço do veículo lá dentro porque o portão avança por cima do carro. Sendo bem balanceado o portão automático basculante é um dispositivo muito resistente, pois o portão é erguido por dois contrapesos, um de cada lado do portão, sendo erguido pelos contrapesos, o portão sobe sem vibração, os portões basculantes são confeccionados com barra de torção que é elemento estrutural, rolamentos nos extremos do portão e em casos de portões muito largos, com rolamento no centro do portão para apoio. Quando o portão automático sobe o portão é puxado pelos cabos de aço, a barra de torção funciona como elemento balanceador do movimento do portão. Cada centímetro elevado de um lado do portão corresponde à mesma elevação do lado oposto do portão de tal modo que o portão sobe por igual. Nunca o portão sobe torcido e nem com esforços que venham comprometer sua vida útil.
A Serralheria Barrinha automatiza e dá manutenção em portões basculantes.

       PORTÃO PIVOTANTE
O portão pivotante funciona sobre pivots, que o sustentam. Muitas vezes estes pivots não são suficientemente fortes para manter o portão no prumo. Em caso de automatização, os portões pivotantes recebem uma carga extra de peso, por causa do peso próprio dos moto-redutores e também pelos esforços mecânicos aplicados ao portão pelo cilindro do grupo moto-redutor durante a abertura ou fechamento. Muitas vezes estas forças adicionais fazem com que o portão se enfraqueça, danificando-se. Por isto, antes de adaptarmos um sistema pivotante num portão já existente, fazemos uma revisão neste portão, trocando os pivots e reforçando todas as partes móveis ou que vão sofrer pressões. Muitas vezes, é necessário colocar o portão para girar sobre rolamentos, trocando os pivots comuns por pivots que giram em rolamentos. Nem todos os motores suportam os pesados regimes exigidos pelos portões pivotantes.
Antes de Automatizar um portão pivotante fazemos a seguintes verificações.

- Se seu portão está girando suave e facilmente, sem que o movimento de rotação o faça vibrar ou mudar sua trajetória circular, mantendo-se a barra inferior do portão sempre à mesma distância do piso.
- Se as barras verticais que sustentam o portão estão firmes, girando sem vibrar nos mancais que as sustentam.
- Se ao fecharem, as extremidades dos portões não estão muito abertas ou muito fechadas.
- Se o portão abre para o lado de fora da rua ou para dentro da casa.
- Se existe um espaço suficiente para adaptar os motores que normalmente necessitam de um espaço de 20cm desde o eixo do giro até o muro lateral.
- Se em caso de falta de luz, existe a previsão de um portão social para entrada de pessoas, pois caso você esteja na rua, ficará difícil soltar o mecanismo que libera o motor.
E por último, qual a medida de cada banda de portão? Normalmente um sistema Standard funciona para portões com cada banda medindo até 1,5m. Maiores vãos pedem motores mais potentes, e também mais robustos. Meça então a largura do vão e divida por 2 para saber a largura de cada banda.
Observe que podemos adaptar motores pivotantes em portões sociais. É uma excelente solução para se manter a porta social fechada automaticamente após a passagem do usuário. A central eletrônica permite a programação para fazer fechar o portão após um determinado tempo que varia de 1 a 40 segundos.

     PORTÃO DESLIZANTE
O portão automático deslizante funciona movido por um grupo moto-redutor que por meio de uma engrenagem empurra uma régua de cremalheira presa no portão de tal maneira que o portão se move fechando ou abrindo, dependendo do sentido de rotação do motor, que é reversível.
O portão automatizado deslizante mais simples de se instalar, embora tenha que ficar muito bem alinhado. Este trabalho de alinhamento é criterioso e não sendo feito com rigor pode comprometer toda a vida útil da máquina e por conseguinte do portão.
Normalmente os portões deslizantes existentes, que não foram preparados para a automatização, são muito pesados, pois não leva em conta o serviço efetuado pelo motor e sim pela mão do homem. Muitas vezes, no início da vida do portão, até que eles funcionam de forma leve, sem muito atrito. Mas à medida que o tempo vai passando, estes portões começam a ficar pesados, comprometendo a vida do motor, da central eletrônica e de todas as peças internas do redutor. Quando o portão é automatizado, o motor adiciona um esforço mecânico, sobre o portão, superior ao esforço exercido pela abertura manual. Se o portão não está preparado para receber esta carga extra nos momentos de abrir e fechar, e numa velocidade constante, ele não resistirá. Começa por queimar a central de comando que é super solicitada com carga extra de corrente elétrica. Termina por destruir os mecanismos do redutor do motor e seu próprio enrolamento elétrico.

Quando nós vamos automatizar um portão que já funciona há tempo sem automatização, antes de automatizar este portão, fazemos uma revisão completa no mesmo. Se necessário, colocamos nele novos rodízios, novo trilho, guias e batentes. Nesta ocasião, o portão é totalmente alinhado.

Somente após o portão estar funcionando a contento e de forma leve, o motor é colocado.
Assim, a vida útil é muitas vezes ampliada.

 

TELEFONE:
(33)3416-1626

©Copyright 2010 -BARRINHA SERRALHERIA
Todos os direitos reservados.
Virginópolis/MG cep: 39.730-000

VgpSites

.